RDS do Uacari será beneficiada com recursos para infra-estrutura

16 de dezembro de 2008 - As potencialidades da RDS do Uacari, situada no Médio Juruá, no município de Carauari, rumam para um melhor aproveitamento e […]

As potencialidades da RDS do Uacari, situada no Médio Juruá, no município de Carauari, rumam para um melhor aproveitamento e conseqüente incremento na qualidade de vida dos moradores.  Após terem as necessidades apontadas pelos próprios comunitários durante as oficinas, no mês de outubro, parte dos recursos será entregue esta semana por equipe de profissionais da Fundação Amazonas Sustentável.  Esta será a última missão da FAS para o ano de 2008. 

A inauguração da sede da associação, na comunidade Bauana, é um dos destaques para o investimento.  É o que revela o coordenador dos programas Bolsa Floresta Renda, Associação e Social, Francisco Pinto.  "Também entregaremos alguns itens do kit associação, como computador e impressora para a infra-estrutura da sede", conta ele. 


Moradores na comunidade Bauna na RDS do Uacari, no Médio Juruá (Foto: Antonio Lima)

Para cada área protegida que integra o mosaico das Unidades de Conservação Estaduais, os recursos naturais e as características são diferentes.  No caso da RDS do Uacari, Francisco Pinto afirma ser o extrativismo de óleos vegetais a de maior peso no aspecto das potencialidades.  "O forte do local diz respeito à extração de óleo vegetal baseado em manteiga e muru-muru, além da andiroba.  A comunidade já possui uma infra-estrutura inicial.  O que faltava era a melhoria no transporte e também no escoamento", aponta Pinto. 

Faltando um dia para o trabalho na RDS, Francisco faz uma avaliação do momento por que passa a localidade.  "Do ponto de vista da Reserva, este feito é importante porque resolverá um gargalo na produtividade.  Aquela área tem um grande potencial que até então não era devidamente aproveitado.  Melhorar a infra-estrutura da RDS aumenta o número de sementes e, conseqüentemente, a renda das pessoas que dependem desta atividade extrativista".  Quanto à ótica da relevância desta atividade à FAS, o coordenador avalia que a ação "é a sensação de dever cumprido no sentido de que estamos de fato concretizando o que havia sido proposto".

Sobre a RDS do Uacari

Atualmente há 227 famílias cadastradas no Programa Bolsa Floresta, dessas 201 recebem o cartão Bolsa Floresta Familiar.  As 26 famílias que ainda não receberam o cartão passarão a recebê-lo tão logo se regularize os documentos como CPF e RG.  As primeiras famílias começaram a receber o cartão em maio de 2008, entretanto, os recursos do cartão já estavam sendo alocados desde janeiro do corrente ano, ou seja, quando as famílias receberam o cartão havia valores acumulados, que foram automaticamente repassados.  As famílias estão distribuídas em 22 comunidades da RDS do Uacari, que conta com aproximadamente 1.680 pessoas.  Parceiros nas ações da FAS da RDS do Uacari estão o Conselho Nacional dos Seringueiros (CNS), Centro Estadual de Unidades de Conservação (Ceuc), Associação dos Moradores Agroextrativistas (Amaru) da RDS do Uacari e Associação dos Produtores Rurais de Carauari (Asproc).
 

Newsletter