Greenpeace praises FAS attitude in defense of protected areas of the state to campaign on the ship Arctic Sunrise

9 de January de 2009 - Director of the Amazon campaign of the institution, Paulo Adário,He said the Amazonas Sustainable Foundation plays a key role as a partner of the NGO.

A bordo do navio Arctic Sunrise, a organização não governamental Greenpeace lançou, na última quarta-feira, 7 Jan., uma campanha de combate às problemáticas ambientais globais. Intitulada "Salvar o planeta: É agora ou agora!", a iniciativa percorrerá, em aproximadamente quatro meses, diversas capitais brasileiras, como Belém, Fortaleza e Salvador, among other.


Rebeca Lerner, coordenadora do tour durante o lançamento, a bordo do navio Arctic Sunrise

No entendimento do diretor da campanha Amazônia, Paulo Adário, a meta deste projeto é mostrar à população do País as diferentes contribuições que os próprios brasileiros têm dado no sentido de combater as mudanças climáticas. "Este ano de 2009 será um ano definitivo. Hoje é o primeiro dia de um esforço que o Greenpeace fará em escala mundial, sendo que o ato final será durante a 15ª Conferencia das Partes para as Mudanças Climáticas da ONU, em Copenhagen. Nosso desafio é minimizar o processo de aquecimento global", afirmou Adário.

Em sua fala, o diretor salientou o papel do Brasil no que diz respeito às emissões de gases nocivos ao chamado efeito-estufa. "Hoje, somos o quarto maior responsável pelas emissões de CO2, principalmente em função da ação de desmatamento. Uma das maneiras de barrar este desmatamento é aumentar o número de áreas protegidas", said.

In this sense, Paulo Adário considera as ações da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), fundamentais. "A FAS desempenha um papel muito importante uma vez que "lubrifica" a máquina estadual e consegue captar recursos para a criação e implantação de novas Unidades de Conservação".


Embarcação permanece em Manaus neste final de semana, e estará aberto para visitação pública

De Manaus, a expedição segue à capital paraense, Bethlehem, onde ocorrerá a oitava edição do Fórum Social Mundial em janeiro e fevereiro. Segundo a coordenadora da campanha, Rebeca Lerer, em cada uma das regiões visitadas, o tour terá como bandeira um assunto específico. No Norte, o desmatamento. No Nordeste, a questão da criação de unidades de conservação marinha e do uso de energia renovável. No Sudeste, e possivelmente no Sul, as temáticas globais, que mesclam as citadas.

"Cada localidade tem seus atores envolvidos com as temáticas. Nossa proposta é atuar no sentido de formalizar uma petição para que o desmatamento seja zerado até o ano de 2015 until, além disso, que a utilização de energias renováveis cresça para 25% até o ano de 2020. Outra luta será no sentido de aumentar de 0,8% for 30% as áreas de Unidade de Conservação Marinha existentes no Brasil", disse Rebeca. O Arctic Sunrise estará aberto para visitação pública neste final de semana, no horário das 9h às 17h.

Marina Guedes Jornalista Fundação Amazonas Sustentável

Newsletter