FAS apóia criação da Associação de Moradores da RDS do Amanã

9 de maio de 2010 - Assembleia geral para fundação da entidade contará com cerca de 450 comunitários, de 8 a 10 de maio, em Maraã

Fonte: Fundação Amazonas Sustentável/FAS

Por Monick Maciel

Cerca de 450 comunitários é a estimativa de público da assembleia geral para a fundação da Associação de Moradores da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Amanã, na calha do Rio Solimões. O evento foi iniciado dia 8 e termina nesta segunda-feira (10), na sede da comunidade São João do Ipecaçu – setor Coraci, no município de Maraã (AM).

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) apóia financeiramente e com suporte técnico a criação da Associação. De acordo com o coordenador regional da FAS na calha do rio Solimões, Rosival Dias, durante os três dias de reuniões, os comunitários vão discutir o Estatuto da Associação, além de participarem da eleição, aprovação e posse da Diretoria da Associação.

“Com a Associação organizada o empoderamento das comunidades será muito maior, de forma que as pessoas compreendam a importância da Reserva”, afirma o coordenador. Segundo ele, até então algumas entidades representantes das comunidades estavam muito fragmentadas, o que enfraquecia a ação das mesmas.

Ele conta que através do Programa Bolsa Floresta Associação, a FAS está apoiando diretamente a organização comunitária naquela região. “A FAS hoje oferece condições financeiras e de articulação entre as comunidades para garantir maior representatividade dos moradores, além de oferecermos apoio no transporte e na legalização formal da Associação”, diz.    

Através do Programa Bolsa Floresta, aliás, estão sendo investidos outros recursos nas reservas que compõem a Regional Solimões: RDS Amanã, na RDS Mamirauá e Resex  Catuá Ipixuna. Rosival Dias conta que nesta missão serão realizadas a entrega de ambulanchas (lanchas para  atendimento rápido na área de saúde), sendo seis na RDS Amanã e três na RDS Mamirauá. Este recurso está previsto no Bolsa Floresta Social. Ele destaca ainda a entrega de maquinário para beneficiamento de fibra para artesanato e a entrega de 15 canoas tipo bajara, ambos previstos pelo Bolsa Floresta Renda; e a entrega dos cartões do Bolsa Floresta Familiar.

Newsletter