â??1º Festival de Música da Florestaâ?? chega ao fim nesta segunda (15/11) no Parque dos Bilhares

14 de novembro de 2010 - Festival vai reunir 13 candidatos moradores das unidades de conservação do Amazonas, além de show do Grupo Imbaúba

Fonte: Fundação Amazonas Sustentável

Encerra nesta segunda-feira (dia 15/11), o ‘1º Festival de Música da Floresta – Floresta Fest’, no Parque dos Bilhares (entrada pela Djalma Batista), às 19h. Em busca da valorização do talento artístico dos guardiões da floresta, o festival vai premiar os melhores intérpretes moradores das unidades de conservação estaduais atendidas pelo Programa Bolsa Floresta. O evento é realizado pela Fundação Amazonas Sustentável, em parceria com o grupo Imbaúba.

 

Floresta Fest (Foto: Monick Maciel)

Finalistas do Floresta Fest (uniformizados) e membros do Imbaúba durante ensaio geral (Foto: Monick Maciel)

“Queremos valorizar o homem da floresta, fazer com que eles sejam valorizados na própria comunidade. Nossa visão é que a cultura é uma maneira de promover o envolvimento sustentável nessas comunidades”, afirma Virgílio Viana, superintendente geral da FAS.

Na primeira fase do Festival, foram feitas eliminatórias nas unidades de conservação estaduais atendidas pelo Programa Bolsa Floresta, que é gerido pela FAS. Os três classificados desta fase inciial agora disputam a grande final em Manaus. Eles são genuínos representantes de algumas áreas protegidas do Estado como RDS Uatumã, RDS Rio Negro, APA do Rio Negro, Florest Maués, RDS do Juma, RDS do Madeira, RDS Amapá, RDS Piagaçu Purus, RDS Uacari, Resex Gregório, RDS Amanã, RDS Mamirauá e RDS Canumã.

São homens e mulheres, entre a faixa etária de 13 a 60 anos, que disputaram e venceram os demais candidatos de sua região. Com o objetivo de unir música, cultura e conservação da natureza, além de revelar ao mundo os talentos escondidos no seio da Floresta Amazônica, o Floresta Fest foi dividido em duas fases: a fase eliminatória, que premiou o primeiro, segundo e terceiro colocados em cada unidade de conservação com R$ 500, R$ 300 e R$ 200, respectivamente; e esta fase final, que premiará o primeiro colocado com R$ 5 mil, o terceiro com R$ 3 mil e o terceiro com R$ 2 mil.

Além de participar da final do Festival, todos os finalistas terão oportunidade de gravar em estúdio as músicas vencedoras da primeira fase, que vão compor o CD do Festival. Segundo o regulamento, as músicas concorrentes deveriam ser de autoria própria e baseadas no cotidiano amazônico, na floresta e no universo cultural dos povos da região. Na preparação, os candidatos participaram de oficina com os músicos Celdo Braga e Roberto Lima, do grupo Imbaúba, e receberam orientações sobre as composições e acerto final dos arranjos musicais.

SERVIÇO:

O QUE: FINAL DO FLORESTA FEST – 1º FESTIVAL DE MÚSICA DA FLORESTA.

ONDE: PARQUE DOS BILHARES, ÀS 19H.

QUANDO: 15 DE NOVEMBRO (SEGUNDA-FEIRA).

Sobre a FAS

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) é uma instituição público-privada, sem fins lucrativos, não governamental e sem vínculos político-partidários, fundada no dia 20 de dezembro de 2007, por meio de uma parceria entre o Governo do Estado do Amazonas e o Banco Bradesco. A missão da FAS é promover o envolvimento sustentável, a conservação ambiental e a melhoria da qualidade de vida das comunidades residentes nas 35 Unidades de Conservação do Estado do Amazonas, em uma área de mais de 16 milhões de hectares, por meio da valorização dos serviços e produtos ambientais. A FAS tem como prioridade implementar o Programa Bolsa Floresta, que é o primeiro projeto do Brasil certificado internacionalmente para recompensar as populações tradicionais pela manutenção dos serviços ambientais prestados pelas florestas. Para mais informações, por favor, visite nosso website: www.fas-amazonas.org.br.

 

Sobre o Imbaúba

O grupo Imbaúba foi criado em maio de 2007 pelo poeta Celdo Braga. O grupo empresta o nome de uma árvore que é símbolo de resistência, também conhecida como mãe-da-terra. Sua proposta é reunir nas matizes sonoras da natureza: a ritualidade tribal, as nuanças do canto dos pássaros, o etéreo bailar das árvores seculares da Amazônia, numa projeção sinestésica de ritmos e sons orgânicos que promovem a perfeita comunhão dos sentidos. É composto por Rosivaldo Cordeiro (violão e bandolim), João Paulo Ribeiro (percussão), Sérvio Túlio (contrabaixo), Sofia Amoedo (violão e voz), Roberto Lima (violão e voz) e o poeta Celdo Braga (flautas e efeitos). Contato: 9981-5799 Site: www.imbauba.art.br

Newsletter