Virgilio Viana apresenta Projeto Juma e Bolsa Floresta em evento paralelo à COP16

9 de dezembro de 2010 -   O superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável, Virgilio Viana, participou do painel “Projects prepare to issue world’s first REDD credits […]

Fonte: FAS

 

O superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável, Virgilio Viana, participou do painel “Projects prepare to issue world’s first REDD credits under VCS Program”, organizado pelo Voluntary Carbon Standard (VCS), em evento da Associação Internacional de Comércio de Emissões (IETA), na COP16, em Cancún. A moderação foi realizada pelo CEO do VCS, David Antonioli.

Participaram do mesmo painel, Todd Lemons (Infinite Earth), Leslie Durschinger (Terra Global Capital), Jeff Horowotz e Taufiq Alimi (Clinton Climate Initiative).

 

Virgilio Viana, durante o evento, foi questionado sobre o motivo da estratégia da FAS em realizar dupla validação de seus projetos de REDD, como o Projeto Juma, nos padrões CCBA e VCS. Ele afirma que ambos os padrões são complementares e provem enorme valor agregado.

 

“Deste modo, mais recursos podem ser investidos nas atividades de contenção do desmatamento e redução da pobreza, principais objetivos do Programa Bolsa Floresta”, afirma Viana, referindo-se ao maior programa de pagamento por services ambientais do mundo, implementado no estado do Amazonas.

 

Na mesma ocasião, destacou o trabalho do VCSA na construção de uma plataforma para a validação das metodologias de REDD, uma delas proposta pela FAS, Carbon Decisions e Idesam. Neste caso, a experiência da FAS como implementadora de projetos de REDD e programa de pagamento por serviços ambientais foi extremamente importante para agregar à metodologia, a realidade de campo e sua vialibilidade de aplicação.

 

Ele também destacou que o maior desafio para o REDD não é o desenvolvimento das metodologias de quantificação do carbon, e sim a implementação de programas e o envolvimento comunitário. Com a experiência da FAS como exemplo, destacou que o principal eixo é a educação.

 

Na oportunidade, Taufiq Alimi, da Indonésia, considerou que a experiência da FAS com o Programa Bolsa Floresta deveria ser replicada para o resto do mundo.

 

Newsletter