Cooperação Sul-Sul sobre REDD+ define Carta de Manaus

18 de março de 2011 - Em fevereiro deste ano, o Banco Mundial e a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) realizaram encontros com representantes de países africanos […]

Fonte: Assessoria de Comunicação/FAS

Em fevereiro deste ano, o Banco Mundial e a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) realizaram encontros com representantes de países africanos em vários estados brasileiros a fim de trocar experiências relacionadas aos programas de REDD+ (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação) e ao manejo de recursos florestais no país. Como conclusão do evento, os participantes elaboraram a Carta de Manaus, documento que define as metas e atitudes político-ambientais a serem tomadas pelos governos, instituições preocupadas com o meio ambiente e a sociedade em geral.

Leia o documento clicando aqui:

A visita técnica da comitiva iniciou no dia 2 de fevereiro, no Rio de Janeiro, na sede do BNDES, passou pelo estado do Amazonas, onde a delegação africana pôde conhecer de perto o Programa Bolsa Florest. Logo após, a comitiva viajou ao Pará para conhecer ações do governo federal na Floresta Nacional do Tapajós e, na última etapa dos encontros, em São Paulo, aconteceu o encerramento do evento na sede da Fundação naquela cidade.

Newsletter