Fórum é marcado por propostas de ação

22 de junho de 2013 - Daqui a duas ou três décadas a população do Planeta terá que conviver com apenas 20% a 30% da água potável que temos hoje

 
Evento aconteceu em Foz do Iguaçu-PR | Foto: Divulgação

Após um primeiro dia de reflexões, neste sábado (22) a programação do Fórum propôs ação por meio de seis workshops cujos temas foram de ??Como as empresas podem ser mais socialmente responsáveis?? a “Gestão de Recursos Hídricos: Participação da Sociedade Civil”. Virgílio Viana participou do workshop que abordou a “Restauração de Ecossistemas: A nova legislação brasileira e o pagamento por serviços ambientais”. Os serviços que nos são prestados pelas florestas e águas ?? doces e dos oceanos foram os mais abordados. A informação de que daqui a duas ou três décadas a população do Planeta terá que conviver com apenas 20% a 30% da água potável que temos hoje, se nada mudar em relação à preservação dos mares e florestas, fez com que os participantes propusessem que na carta final do Fórum fosse inserido um item que alerta para o envenenamento dos serem humanos por produtos químicos que culminam despejados nas águas dos rios e mares, as contaminando.

Coube à ex-senadora Marina Silva dar provas que o país já mudou: como ela mesma ressaltou, em pleno sábado à tarde, durante um importante jogo entre Brasil e Itália, o tema meio ambiente era assistido por uma plateia de mais de 100 pessoas, maioria homens. Brasileira que é, durante sua fala, Marina ia informando o placar a todos, com alegria. Mais do que o placar, ela mostrou os penalts das atuais lideranças ?? tanto pUblicas quanto privadas ?? ao não preverem que a mudança estava chegando.

Segundo Marina “minha geração foi ousada e até louca de querer mudar a ponto de derrubar a ditadura, mas nós tínhamos bases sólidas em pessoas como Darci Ribeiro, Paulo Freire, Florestan Fernandes e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, entre tantos outros. Agora temos que reconhecer que nós temos que ser a base para esta geração que está nas manifestações. Se não formos capazes de promover as mudanças que eles pedem, não somos nem dignos deles”, afirmou a ex-candidata à presidência do Brasil. Em sua fala ainda dissertou sobre leis necessárias, corrupção, valores, ética e defendeu muito a necessidade da preservação da natureza. Interrompida várias vezes por aplausos, Marina criticou, indiretamente, o pronunciamento da Presidenta Dilma, feito em rede nacional na véspera; um dos momentos em que foi mais aplaudida.

Newsletter