Na etapa regional do Campeonato Brasileiro Escolar, jovens indígenas faturam ouro, prata e bronze

22 de outubro de 2013 - Competição marcou estreia de arqueiros indígenas em competições oficiais

 
Da esquerda para direita: Márcia Lot, Wanaiu (etnia Kambeba), Ii Seem (etnia Baré), Missi (etnia Kambeba), Roberval dos Santos e Aníbal Forte | Foto: Luiza Viana

A etapa regional do Campeonato Brasileiro Escolar de Tiro com Arco foi realizada na Ultima sexta-feira (18), na Vila Olímpica de Manaus. O Clube Floresta Flecha, da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), emplacou dois ouros, uma prata e um bronze, em competição que reuniu escolas pUblicas e privadas de todo Estado.

Na categoria infantil, para jovens de 10 a 14 anos, o indígena Inha, da etnia Kambeba (13), conquistou o ouro inédito, superando o estudante Victor Sebastian (11), de Manaus.

Na categoria cadete, para jovens de 14 a 17 anos, três indígenas da região do Rio Negro faturaram ouro, prata e bronze. Ii Seem (17) (etnia Baré), Wanaiu (16) e Missi (15, ambos da etnia Kambeba) ocuparam todos os lugares do podium.

Os resultados surpreenderam as expectativas do técnico da Federação Amazonense de Tiro com Arco (Fatarco), Roberval dos Santos e da treinadora do Clube Floresta Flecha, Márcia Lot.

“? um sentimento de gratidão muito grande, por toda mudança que esse projeto tem causado por onde passa”, declara Márcia.

Os treinamentos com os arqueiros indígenas seguem nas comunidades e Vila Olímpica nos próximos meses. Saiba mais sobre o Projeto de Arquearia Indígena rumo a Rio 2016!

Newsletter