Líderes comunitários debatem saúde na primeira infância, proteção ambiental e assistência técnica no Amazonas

10 de junho de 2014 - Comunitários das 15 Unidades de Conservação (UCs) estaduais do Amazonas participam do XII Encontro de Lideranças do Bolsa Floresta

 
O coordenador do Programa de Educação e Saúde Edvaldo Correa | Foto: Comunicação/FAS

Questões importantes do cotidiano ribeirinho estiveram na pauta desta terça-feira (10) no XII Encontro de Lideranças do Programa Bolsa Floresta (PBF), promovido pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS). Os líderes comunitários debateram a importância da primeira infância ribeirinha, além de questões como política fundiária em Unidades de Conservação (UCs), geração de renda, melhoria na qualidade de vida e a destinação dos resíduos sólidos em comunidades. O evento acontece na Rua da Maromba S/N, Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul de Manaus.

Pela manhã, a coordenadora do Projeto Primeira Infância Ribeirinha (PIR) Rhamilly Amud apresentou aos líderes os Ultimos resultados da iniciativa. A ideia foi sensibilizar os comunitários acerca da importância da atenção aos primeiros anos das crianças ribeirinhas, enaltecendo a importância dos agentes de saUde nesse processo.

“Essas comunidades estão muito distantes da estrutura básica que fica na sede dos municípios. Essa atenção precisa ser dada desde a gravidez até o desenvolvimento integral da criança, e cada um deve ser responsável por isso. Receber bem o agente de saUde é um primeiro passo”, explica a Rhamilly.

A segunda mesa foi dedicada ao controle ambiental e à política fundiária nas reservas atendidas pelo PBF. Participaram do debate Aline Brito, da área de controle florestal, Adriana Barbosa, da área de controle agropecuária e Marcelo Garcia, da área de fiscalização do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM). “O Ipaam sempre está aberto para denUncias e sugestões dos comunitários, principais atores desse processo. Onde há demanda, procuramos estar presentes, fazendo inclusive denUncias anônimas”, explica Marcelo.

A tarde, foram apresentadas as ações desenvolvidas pela Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS) e Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), em encontro que contou com a presença de Malvino Salvador, do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), Rodrigo Rondon, da Afeam e Fernando Guimarães, da ADS. “A nossa agência está disponibilizando toda a estrutura aqui em Manaus para que as associações possam resolver questões mais burocráticas, inclusive emitindo nota fiscal”, explica Fernando.

A supervisora pedagógica da FAS, Venina Savedra, ainda apresentou o Projeto Recicle Suas Ideias, que incentiva o gerenciamento de resíduos sólidos em unidades de conservação. “Todas as comunidades podem separar suas embalagens e evitar que vá para os rios, ou queimem”, explica.

E o encerramento foi feito pelo coordenador do Programa de Educação e SaUde (PES) apresentando o resumo da “Ação da Enchente” realizado pela FAS no RDS do Madeira, no fim de maio deste ano. A atividade visou minimizar os impactos da maior cheia da história do Rio Madeira que, segundo o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), superou os picos atingidos em 1997.

“Na ocasião, foram distribuídos filtros para água, medicamentos e sementes. A ação conta com a parceria das prefeituras dos municípios de Novo Aripuanã e Manicoré, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (SDS) por meio do Centro Estadual de Unidades de Conservação (Ceuc), a Secretaria de Estado de SaUde do Amazonas (Susam), o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) e Associações de Moradores das Reservas de Desenvolvimento Sustentável do Madeira e do Juma, impactadas pela cheia, entre outros “, esclarece Edvaldo.

Encontro de Lideranças

O XII Encontro de Lideranças segue nesta quarta-feira. A programação será dedicada ao empreendedorismo ribeirinho, mapeando as cadeias produtivas prioritárias nas reservas e discutindo como as associações contribuirão nas iniciativas de apoio ao empreendedorismo lideradas pela parceria entre FAS e Sebrae-AM. A partir das 14h, serão discutidas tecnologias sociais replicáveis nos ambientes comunitários, fruto de uma parceria entre FAS e Inpa.

Newsletter