Oficina Repórteres da Floresta inspira jovens ribeirinhos no III Intercâmbio de Saberes

21 de novembro de 2014 - Iniciativa busca despertar o interesse jornalístico de alunos do interior do Amazonas, com participação da jornalista Paulina Chamorro

 
Oficina de comunicação busca inspirar jovens no Intercâmbio de Saberes | Foto: Comunicação/FAS

Os alunos dos NUcleos de Conservação e Sustentabilidade (NCSs) da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) receberam capacitações em fotos, textos e rádio, esta semana em Manaus. A programação fez parte do III Intercâmbio de Saberes, semana que levou jovens de comunidades do interior do Estado em visitas e atividades na Arena Amazônia, na Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e também a escola pUblica Maria Isabel Estenno e Silva, em Iranduba. O evento foi fruto de uma parceria com a Secretaria de Estado da Educação e Qualidade de Ensino (Seduc-AM).

Os alunos registraram as atividades da semana e produziram materiais de texto e rádio com a orientação da jornalista das Rádios Eldorado e Estadão, Paulina Chamorro. A iniciativa contou com o apoio da Samsung, que doou 40 câmeras e viabilizou o Projeto Repórteres da Floresta.
A ida da jornalista à Manaus teve o apoio da TAM.

O objetivo da FAS é que em 2015 mais alunos dos NUcleos possam participar de novas Oficinas. A ideia é capacitar jovens repórteres, que retratem a realidade ribeirinha através de diferentes meios de comunicação.

Veja algumas fotos e trechos dos textos produzidos pelos alunos:

“A sala de mUsica é muito linda, me encantei muito. Como eu tenho o sonho de participar de aula de mUsica pude ver como funciona. Na sala tem vários instrumentos, principalmente violões – que eu tenho vontade de aprender tocar”.
(Marionato da Silva Ribeiro, Escola Municipal Victor Civita ?? Comunidade do Abelha, RDS Juma)

“Hoje em dia, a capoeira é conhecida como uma arte e os jovens lutam com muito cuidado, pois essa luta requer muita rapidez, agilidade e raciocínio logico. Já o Taicondô é uma arte marcial do Oriente. Todas essas lutas são usadas em forma de graduação dentro da sala de aula e os alunos não podem utilizar na rua como violência”.
(Laelson Ribeiro Palheta, Escola Municipal Victor Civita ?? Comunidade do Abelha, RDS Juma)

“Todos os alunos compartilharam com a gente e é muito incrível a maneira que eles são. Alegres, sorrindo, e é muito bom ver uma pessoa alegre. Naquele espaço tem as mesas para fazer as refeições, tem uma mesa de ping-pong onde tinham meninos brincando. Lá também tem um espaço onde praticam dança”.
(Jetuliu Ribeiro Paes, Escola Municipal J.W. Marriott ?? Comunidade Boa Frente, RDS Juma)

*Colaborou Paula Gabriel

asa sa fotos

Newsletter