FAS é selecionada pelo Governo Federal para desenvolver atividades de assistência técnica no município de Manicoré-AM

27 de abril de 2015 - Chamada pública do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) credencia Fundação a apoiar cadeias produtivas das calhas dos rios Amapá e Madeira

 

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) foi uma das organizações selecionadas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para desenvolver atividades de assistência técnica no interior do Estado. A Fundação deve apoiar diretamente 611 famílias com atividades de consulta e apoio a cadeias produtivas localizadas no município de Manicoré (390 km de Manaus), na região dos rios Amapá e Madeira. O resultado da chamada pUblica foi divulgado na sexta-feira (24), e pode ser acessado no link do Diário Oficial da União (DOU).

A iniciativa deve abranger quatro Projetos de Assentamento Agroextrativista (PAE) desenvolvidos pelo Incra na região: Jenipapos, Onças, Matupiri e Fortaleza. Essas localidades serão beneficiadas com atividades de planejamento, execução e avaliação de projetos rurais, no contexto da implementação da Política Nacional de Assistência Técnica (Pnater) e do Programa Nacional de Assistência Técnica (Pronater), desenvolvidos pelo Governo Federal.

A primeira etapa do projeto será a realização de um seminário voltado a Assistência Técnica Rural (Ater), seguido de um diagnóstico familiar de cada unidade produtiva local. Com o diagnóstico e o planejamento em mãos, a FAS ministrará oficinas específicas para cada atividade de produção, além de orientações sobre questões socioambientais, culturais e de saUde para os ribeirinhos. A intenção é promover ainda atividades complementares, voltadas a cada demanda operacional existente.

Com a nova ação, a FAS aumenta a sua área de atuação, como forma de continuar os esforços para redução do desmatamento no Estado do Amazonas. “Esse projeto representa a abertura de uma nova frente de atividades da FAS, além das unidades de conservação estaduais em que já atuamos. A partir de agora nós vamos também atuar em áreas de assentamento de reforma agrária que são gerenciadas pelo Incra. A primeira etapa desse trabalho vai envolver assentamentos no Sul de Manicoré. Esperamos que essas atividades abram mais perspectivas para a atuação da fundação”, destacou o superintendente-geral da FAS, Virgilio Viana.

Atualmente, a FAS já beneficia mais de 40 mil pessoas em 16 Unidades de Conservação (UCs) do Amazonas, com atividades de geração de renda, empoderamento comunitário, saUde e educação. Saiba mais!