‚??Alfabetizando na Floresta‚?Ě auxiliar√° mil crian√ßas no interior do Estado

2 de julho de 2015 - Projeto deve apoiar estratégias de alfabetização infantil em 14 municípios do Amazonas

 
Evento foi realizado na sede da FAS, em Manaus (Foto: Marina Souza/FAS)

Iniciou, nesta quarta-feira (2), a primeira capacita√ß√£o do Projeto Alfabetizando na Floresta, iniciativa da Funda√ß√£o Amazonas Sustent√°vel (FAS) que pretende incentivar a alfabetiza√ß√£o de 1000 alunos de Unidades de Conserva√ß√£o (UCs) do Amazonas. O projeto √© uma co-realiza√ß√£o com o Fundo das Na√ß√Ķes Unidas para a Inf√Ęncia (Unicef), em parceria t√©cnica com o Instituto ProBem, a Universidade Federal do Cear√° (UFC) e conta com o apoio da Samsung. A abertura foi realizada no Audit√≥rio Lidia Parisotto, sede da FAS, Rua √Ālvaro Braga, 351, Parque 10 de Novembro.

A iniciativa tem por objetivo auxiliar 14 municípios na organização e efetivação de estratégias de alfabetização infantil, e assim, colaborar para o alcance da meta estipulada pelo Compromisso Todos pela Educação (Ministério da Educação/Plano de Desenvolvimento da Escola) de que todas as crianças até oito anos de idade estejam alfabetizadas.

O projeto envolverá uma série de estratégias pedagógicas voltadas à coordenadores e professores de sete UCs do Amazonas: Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDSs) Rio Negro, Uatumã, Juma, Mamirauá, Madeira, Cujubim e Floresta Estadual (Florest) de Maués.

“A ideia √© promover ciclos de capacita√ß√£o voltados √† gest√£o do processo de alfabetiza√ß√£o no interior do Estado, trabalhando a forma√ß√£o dos professores, a aten√ß√£o pedag√≥gica e principalmente, o envolvimento da fam√≠lia no processo de aprendizagem, tornando todo o aprendizado mais efetivo”, explica o coordenador do Programa de Educa√ß√£o e SaUde da FAS, Edvaldo Correa.

Devem participar da iniciativa 28 coordenadores pedagógicos e 150 professores dos municípios de Maués, Novo Aripuanã, Jutaí, Uarini, Maraã, Alvarães, Iranduba, Manacapuru, Novo Airão, São Sebastião do Uatumã, Itapiranga, Presidente Figueiredo, Manicoré e Borba. O primeiro encontro terá uma carga horária de 16h, com um programa de dois dias que enfatiza a educação integral como estratégia para o desenvolvimento da autonomia das crianças.

Programa de Educação e SaUde

O Programa de SaUde e Educa√ß√£o (PES) promove atividades voltadas √† amplia√ß√£o e qualifica√ß√£o da oferta de servi√ßos de saUde e educa√ß√£o para as comunidades ribeirinhas, em parceria com a Samsung e o Banco Bradesco. O programa tem como estrutura de refer√™ncia nas Unidades de Conserva√ß√£o (UCs), os NUcleos de Conserva√ß√£o e Sustentabilidade (NCSs), que abrigam escolas de Ensino Fundamental II e M√©dio. E, a partir dos NUcleos, s√£o desenvolvidas atividades de apoio √†s escolas das s√©ries iniciais do Ensino Fundamental nas RDSs, bem como a√ß√Ķes de qualifica√ß√£o profissional b√°sica para as comunidades. O programa tamb√©m desenvolve a√ß√Ķes voltadas a primeira Inf√Ęncia (0 a 6 anos), por meio do Projeto Primeira Inf√Ęncia Ribeirinha.

Newsletter