Manaus recebe líderes da Igreja para diálogo sobre a Encíclica do Papa Francisco

17 de agosto de 2015 - Documento levanta temas como desafios da conservação ambiental e cita como um dos destaques a Amazônia

 
A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) sediou no Ultimo dia 17 um diálogo com a sociedade civil sobre o papel da Encíclica “Laudato Si – sobre o cuidado da casa comum”, do Papa Francisco, para o futuro da Amazônia e do planeta. Participaram do do evento o Monsenhor Marcelo Sanchez Sorondo, chanceler da Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano, e o presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Claudio Hummes.
Além dos líderes católicos, estiveram no diálogo a representante do Movimento Amazônia Para Sempre, Christiane Torloni, a secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt; Antônio Almires Gondim, presidente da Associação de Moradores Agroextrativistas da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Uacari (Amaru); Manoel Cunha, diretor do Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS); Sérgio Guimarães, da Articulación Regional Amazónica (ARA); Antônio Ademir Stroski, secretário de Estado de Meio Ambiente (Sema); e Maximiliano Corrêa Menezes, coordenador geral da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB).
O evento, promovido pela FAS, Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia e Rede Eclesial Panamazônica (Repam), é um encontro laico para a apresentação da Encíclica, que levanta temas como desafios da conservação ambiental e cita como um dos destaques a Amazônia.

Este é o primeiro documento escrito integralmente pelo pontífice, que buscou inspiração nas meditações de São Francisco de Assis, patrono dos animais e do meio ambiente.

Newsletter