Arqueiros indígenas do AM vencem campeões brasileiros e conquistam ouro em campeonato de Tiro com Arco

6 de novembro de 2015 - Yaci e Inha venceram a final de duplas contra os atuais campeões brasileiros feminino e masculino da modalidade

 
Graziela e Nelson conquistaram o ouro em prova de dupla (Foto: Sharlot Antunes)

Os jovens arqueiros indígenas, Nelson Silva (Inha) e Graziela Paulino (Yaci), conquistaram a medalha de ouro na prova em dupla do 41º Campeonato Brasileiro Outdoor de Tiro com Arco, em Goiânia, nesta semana. Os amazonenses disputaram contra Marcus Vinícius D’Almeida e Ana Marcelle dos Santos, dois grandes destaques nacionais do esporte.

Mais de 250 arqueiros participaram da competição, realizada no Centro Cultural Oscar Niemayer, na capital goiana. Integraram a delegação amazonense os atletas Nelson Moraes (Inha), Gustavo Santos (Ywytu), Graziela Paulino (Yaci), Jardel Cruz (Wanaiu) e Dream Braga (Iagoara), além do técnico Aníbal Forte.

No primeiro dia da competição, os amazonenses foram eliminados das disputas por medalhas nas categorias individuais. No entanto, nas provas em dupla, Graziela e Nelson se classificaram para a final contra os atuais campeões brasileiros feminino e masculino – Marcus Vinícius e Ana Marcelle. A disputa foi acirrada. “As duas duplas acertaram o centro do alvo. Foi preciso medir a diferença de perto para avaliar quem venceu. Foi uma disputa histórica”, destaca o treinador Aníbal Forte.

Os resultados do 41º Campeonato Brasileiro Outdoor de Tiro com Arco são importantes para a definição dos nomes que irão compor as seletivas para escolher os atletas que representarão o Brasil na Olimpíada de 2016.

Para o idealizador do projeto e superintendente-geral da FAS, Virgilio Viana, o desempenho da dupla na competição destaca o potencial dos atletas para a seleção olímpica. “Estes jovens vêm tendo conquistas importantes, que nos deixam muito orgulhosos. Em pouco tempo, se tornaram atletas de alto rendimento. Essa nova conquista reforça a consistência do projeto e alimenta os nossos sonhos de ter um atleta na Olímpiada do Rio de Janeiro”, afirmou.

“Temos que controlar o coração e é muito difícil. ? muito emocionante imaginar que você saiu da aldeia e está ali, no Campeonato Brasileiro, atirando contra os melhores de todo o país. Felizmente, conseguimos o ouro e agora continuaremos treinando para mais resultados positivos”, comentou Graziela.

Sobre o projeto:

O Projeto Arquearia Indígena do Amazonas tem o objetivo de contribuir para a popularização da arquearia e fortalecer a imagem e autoestima das populações indígenas da Amazônia. O projeto é uma iniciativa da FAS, em parceria com a Federação Amazonense de Tiro com Arco (Fatarco) e apoio da Confederação das Organizações e Povos Indígenas do Amazonas (Coipam), da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), e do Governo do Amazonas, por meio das Secretarias de Estado da Juventude, Desporto e Lazer do Amazonas (Sejel), e para os Povos Indígenas (Seind). A iniciativa conta com o patrocínio das Lojas Bemol e Fogás, por Meio da Lei de Incentivo ao Esporte, e de forma inédita, pretende colaborar para a formação de atletas de alto rendimento e o fortalecimento da equipe brasileira de tiro ao arco para competições locais, nacionais e internacionais, incluindo a Olimpíada do Rio, em 2016, e com apoio do Banco Bradesco.

Newsletter