FAS recebe visita técnica do Programa Pró-Incubadoras, da Fapeam e Anprotec

4 de abril de 2016 - Especialistam acompanham práticas de gestão da incubadora com base no modelo Cerne, que tem por objetivo melhorar resultados de gestão e inovação do projeto

 
Esq. Dir - Evelyn Astolpho, Suzete Paiva, Tatiane Froner, Wildney Mourão e Carlos Lambert, em visita ao espaço físico da incubadora| Foto: Felipe Irnaldo/FAS

A Incubadora de Negócios da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) recebeu na Ultima sexta-feira (1) especialistas em gestão e inovação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam) e Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), com objetivo de acompanhar atividades de incubação desenvolvidas pela Fundação em comunidades do interior do Estado. Na ocasião, foram avaliadas práticas chaves do modelo de gestão da incubadora com base no modelo CERNE, que busca melhorar resultados de gestão em diversos segmentos no país.

Estiveram na visita os especialistas da Anprotec, Carlos Lambert, Evelyn Astolph e Suzete Paiva do departamento de Avaliação da Fapeam, que foram acompanhados pelo supervisor de empreendedorismo da FAS, Wildney Mourão, e da bolsista Tatiane Froner.

A incubadora da FAS tem como objetivo alavancar iniciativas empreendedoras no meio comunitário de cinco Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS): do Rio Negro, do Uacari, do Juma, do Rio Madeira e do Rio Amapá, por meio consultorias para a elaboração do plano de negócios liderados pelos ribeirinhos. Com o modelo Cerne, a incubadora poderá ampliar sua capacidade de gerar empreendimentos inovadores bem sucedidos.

“Essa visita é fundamental porque alinha as expectativas em relação às práticas-chave do modelo desenvolvido hoje pela a FAS, que é inovador por ser itinerante. Hoje, a incubadora atua no desenvolvimento de cinco negócios em localidades diferentes, incentivando essa melhoria da gestão estratégica junto aos ribeirinhos”, destaca Wildney Mourão, da FAS.

Para o especialista em gestão Carlos Lambert, a incubadora da FAS mostrou ser um exemplo de que o empreendedorismo pode superar os desafios impostos pela logística na Amazônia.

“Seremos divulgadores do trabalho que a incubadora FAS tá realizando, e vou mostrar esse exemplo aos meus alunos e colegas professores. Posso afirmar pra eles que o empreendedorismo e a inovação não tem fronteiras, nem restrições: todo lugar é possível empreender e sobrepujar todas as dificuldades de logística, de tecnologia e de tudo”, destacou Carlos Lambert, especialista da Anprotec.

A FAS participa entre os dias 4 e 7 de abril do curso “Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (Cerne)”, promovido pela Fapeam e Anprotec, com objetivo de proporcionar melhorias nas incubadoras locais e incentivar boas práticas nos micro e pequenos negócios. O curso acontece no auditório da Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) das 8h às 17h , com mais de 50 representantes de instituições pUblicas e privadas, membros de incubadoras e integrantes de centros de inovação.

Newsletter