Atividades de agroecologia envolvem comunitários nos NCSs da FAS

25 de julho de 2016 - Práticas buscam incentivar a segurança alimentar e o trabalho comunitário em regiões isoladas

 

Comunitários de cinco Unidades de Conservação (UCs) do Amazonas podem participar gratuitamente de atividades de agroecologia e permacultura, desenvolvidas nos NUcleos de Conservação e Sustentabilidade (NCS) da Fundação Amazonas Sustentável (FAS). A iniciativa tem por objetivo ampliar a segurança alimentar das comunidades participantes, incentivando a manutenção de unidades demonstrativas de horta, sistemas agroflorestais, aviário, e viveiro comunitário, envolvendo até o presente 482 participantes com apoio da Samsung e do Banco Bradesco.

As capacitações são voltadas ao conhecimento multidisciplinar tanto dos alunos quanto dos comunitários vizinhos aos NCSs. Os cursos buscam abranger tanto técnicas acadêmicas quanto o conhecimento oral, buscando a visão local dos conceitos básicos da permacultura que aliam a produção de alimentos à conservação da floresta, agregando os conhecimentos tradicionais incorporados pela experiência comunitária.

“Esperamos envolver a comunidade nesse processo, ocorrendo empoderamento quanto ao uso do espaço e garantindo o desenvolvimento coletivo e manutenção das unidades demostrativas”, explica a bióloga Clara Vignoli, que acompanha o projeto.

Estão envolvidos na atividade os NCSs da Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Negro, Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Negro, Mamirauá, Juma e Uatumã.

Na primeira etapa do projeto, é realizada uma conversa com os professores, alunos e comunitários dos NCSs, apresentando a proposta da inserção das práticas agroecológicas no curriculum escolar. Uma das atividades realizadas é a feira de troca de sementes para promover o fluxo da diversidade e resgate de variedades crioulas.

“A ideia das unidades demostrativas de SAF, viveiro, horta e aviário casa bem com a proposta dos NUcleos, que é ser um espaço da comunidade. Todos ganham nesse processo, pois todos os alunos e também comunidades participam das atividades, e adquirem uma alimentação mais saudável”, explica a professora Izolena Garrido.

Sobre o Programa de Educação e SaUde

O Programa de Educação e SaUde está voltado para a ampliação e a qualificação da oferta de serviços pUblicos de saUde e educação em comunidades ribeirinhas. Utilizando-se da infraestrutura de oito NUcleos de Conservação e Sustentabilidade, situados nas UCs aonde a FAS atua, são implementadas atividades de educação, de apoio à saUde, empreendedorismo ribeirinho e pesquisa, desenvolvimento e inovação. Estes nUcleos são frutos da parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), prefeituras municipais, organizações não-governamentais e empresas privadas.

Newsletter