Repórteres da Floresta: Virada Sustentável movimenta Manaus, por Odenilze Ramos

13 de julho de 2016 - Odenilze é uma das repórteres da floresta, estudante do Núcleo de Conservação e Sustentabilidade (NCS) Agnello Bittencourt Uchôa, na RDS Rio Negro

 

Por Odenilze Ramos

A 2º Virada Sustentável Manaus 2016 aconteceu entre os dias 07 e 10 de Julho. Em Manaus, o evento é realizado pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS), em conjunto com a Virada Sustentável São Paulo. Participaram do evento aproximadamente 400 voluntários.

A Virada Sustentável é um movimento colaborativo em prol da sustentabilidade no Brasil. A organização do evento conta com a participação da sociedade civil, órgãos públicos, coletivos culturais, movimentos sociais, empresas, escolas e universidades. O evento é baseado nos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela ONU – Organização das Nações Unidas, que são os princípios que regem os projetos realizados pelo grupo.

A abertura aconteceu na quinta-feira, no Teatro Amazonas, com exibição do vídeo institucional da edição 2016, e apresentação do grupo musical Amazonas Jazz Band, reunindo mais de 750 pessoas. Na sexta-feira (08), ocorreu o pré-lançamento no Musa do Largo, onde foi feito um debate com o tema “Qual a Manaus dos seus sonhos?”.

Atividades

No terceiro e quarto dia foram promovidas atividades como yoga, escoteiros por um dia, dança, dentre outras, em diversos pontos de Manaus: sede da FAS, Museu da Amazônia, Parque da Ponte Bilhares, Parque do Mindu, Shopping Sumaúma, Parque Sumaúma, Largo de São Sebastião, Redenção, Parque Jeferson Peres, Sest Senat, Parque do Mindu, Palácio da Justiça, Biblioteca Pública e Zezão.

O produtor cultural e organizador da Virada Sustentável no interior de São Paulo, Paulo Pontes, falou um pouco da experiência. “Estou achando bem interessante, gostei da ação com a geladeira grafitada, a oficina de compostagem e a ideia de reunir os escoteiros que acabei de ver. Estou aproveitando o evento pra conhecer Manaus”, destacou.

Uma das atividades desenvolvidas no Parque Ponte dos Bilhares no sábado (09) foi uma roda de conversa sobre recursos hídricos, com estudantes da Universidade Estadual do Amazonas (UEA) e Universidade Federal do Amazonas (UFAM), do Instituto de Biologia Sintética. Eles desenvolvem o Projeto de Bio Remediação de Mercúrio nos Rios da Amazônia, que com bactérias ajuda a melhorar a qualidade da água.

Odenilze é estudante do segundo ano do ensino médio da Escola Estadual Thomas Lovejoy, na Comunidade Tumbira, RDS Rio Negro, participante do projeto Repórteres da Floresta

sdsn fas

sdsn fas

blogdoenvolvimento1

blogdoenvolvimento1

Newsletter