Estudantes da RDS do Juma recebem livro do escritor amazonense Milton Hatoum

2 de agosto de 2016 - Iniciativa faz parte do Projeto de Incentivo à Leitura e Escrita, desenvolvido pela Fundação Amazonas Sustentável em Unidades de Conservação (UCs) do interior do Estado

 

Cerca de 100 exemplares do livro A Cidade Ilhada, do escritor amazonense Milton Hatoum, foram doados no Ultimo sábado (30) a estudantes e professores das comunidades Abelha e Boa Frente, localizadas na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Juma. A ação faz parte do Projeto de Incentivo à Leitura e Escrita, desenvolvido pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) em parceria com a Samsung e o Instituto Alair Martins (Grupo Martins), que leva oficinas e rodas de leitura para três Unidades de Conservação (UCs) do interior do Estado.

Os livros foram entregues durante um intercâmbio entre estudantes dos NCS Boa Frente e Abelha, zona rural de Novo Aripuanã (300km de Manaus), e que encerrou o primeiro módulo do projeto na Comunidade Abelha. A localidade possui um ano letivo diferenciado, em função das secas do Rio Mariepaua: as aulas iniciam em janeiro e terminam no início de agosto. No retorno às atividades, os alunos devem levar à escola um resumo sobre a obra.

O supervisor de Arte e Educação da FAS, Adriano Rodrigues, explica que além de incentivar a leitura e escrita entre estudantes de nível médio e fundamental do interior, o projeto tem por objetivo sensibilizar e valorizar o conhecimento voltado à região.

“A doação dos livros vai de encontro com outro objetivo do projeto, que é valorizar uma leitura voltada a região amazônica. Nada mais rico e regional que A Cidade Ilhada, uma obra que traz um pouco de uma Manaus cercada por rios e mistérios característicos da floresta”, explica o supervisor.

Para o professor Anderson Pinheiro, o livro é uma oportunidade para todos da comunidade, já que em Novo Aripuanã, município mais próximo, dificilmente teriam acesso.

“A comunidade recebe com muita alegria a doação, já que é algo que não teríamos conseguido sem a parceria com a FAS. Esperamos que seja mais um incentivo para o aprendizado e que estimule os alunos na atividade de leitura”, comenta.

“Já temos o hábito de escrever e ler poesias para outros alunos durante as atividades do NUcleo, e será uma chance de conhecer mais sobre a obra de Milton Hatoum, que é um autor muito importante para o Amazonas”, comenta o aluno Eliel Brazão, de 16 anos, estudante do 7º ano do ensino fundamental.

O projeto deve disponibilizar gratuitamente outras 50 unidades para estudantes da comunidade Três Unidos, na Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Negro.

Newsletter