FAS e USP lançam Jornada Amazônia para formar novos líderes em sustentabilidade na prática

11 de setembro de 2017 - Nesta segunda-feira (11), Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e a Universidade de São Paulo (USP) lançaram a Jornada Amazônia, um programa […]

 

Nesta segunda-feira (11), Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e a Universidade de São Paulo (USP) lançaram a Jornada Amazônia, um programa pioneiro de aprendizagem com o objetivo de formar novos líderes em sustentabilidade. A Jornada será realizada às margens do Rio Negro, em fevereiro de 2018, na comunidade do Tumbira (80 km de Manaus) e terá a duração de 10 dias.

A metodologia instiga a aprendizagem, na prática, em três níveis de conhecimento em relação ao tema Desenvolvimento Sustentável: Sistêmico, Comunitário e Pessoal. Durante a Jornada, os participantes terão a oportunidade, por exemplo, de desenvolver uma visão geral sobre Desenvolvimento Sustentável e seus desafios globais; conectar-se com a floresta através de práticas empáticas; criar soluções, em conjunto com os ribeirinhos, para endereçar desafios locais e trabalhar para a implementação rápida dessas soluções. Além disso, após o término do curso, os participantes interessados em criar projetos de impacto para a região amazônica, poderão contar com o apoio da FAS para implementação.

“Um dos grandes diferenciais da Jornada é a valorização do conhecimento ribeirinho sobre Desenvolvimento Sustentável – entre os principais facilitadores, estão moradores locais que vão compartilhar suas experiências e construir soluções junto com os participantes”, explica a coordenadora do projeto, Raquel Luna.

Além dos comunitários locais que atuam pela proteção da floresta, como Izolena Garrido e Roberto Brito, a Jornada conta também, como professores, com um grupo de renomados ambientalistas, entre os quais estão Virgílio Viana e José Roberto Kassai, da USP. O processo de aprendizagem coletiva foi desenhado por uma equipe de facilitadores especializados, que também atuará na coordenação da imersão.

A Jornada tem como público-alvo estudantes e profissionais de diversas áreas de formação, interessados em buscar e compartilhar conhecimento para construir um futuro mais sustentável. A inscrição pode ser feita através do site https://www.amazonia-edu.org/jornada, até Novembro, e os selecionados serão informados em Dezembro. O programa é voltado para pessoas acima de 18 anos.

A Jornada Amazônia faz parte da Amazônica-Edu, plataforma focada em educação experiencial para o desenvolvimento sustentável. Com a certeza de que a Amazônia tem o potencial de transformar pessoas, organizações e relações, a plataforma oferece oportunidades de cursos para que indivíduos e organizações se capacitem e inspirem suas ações em sustentabilidade através de trabalhos de campo, estudo de casos reais e troca de conhecimento com comunidades tradicionais e especialistas.

Sobre os instrutores

Virgilio Viana – Superintendente Geral da Fundação Amazonas Sustentável. Especialista em Amazônia, mudanças climáticas, manejo florestal e agroflorestal, conservação ambiental, certificação e desenvolvimento sustentável. PhD em biologia da evolução pela Universidade de Harvard e Pós-doutorado em Desenvolvimento Sustentável na Universidade da Flórida.

Roberto Kassai – Professor da FEA/USP, Doutor e Mestre em Controladoria e Contabilidade, Coordenador do Núcleo de Estudos em Contabilidade e Meio Ambiente do Departamento de Contabilidade e Atuárias da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (NECMA/USP)

Izolena Garrido – Líder comunitária do Tumbira e artesã de biojoias com materiais locais, Izolena representa as mulheres do Rio Negro que vão compartilhar seus conhecimentos com os participantes.

Roberto Brito – empreendedor comunitário e forte liderança local. Assim como outros grandes personagens da comunidade, tem inúmeras histórias de vivência na floresta para contar. Vai guiar o grupo por experiências inesquecíveis pelas matas que conhece profundamente.

Odenilze Ramos – integra um grupo de jovens inspiradores que está criando um novo caminho de desenvolvimento sustentável nas comunidades da RDS do Rio Negro. Junto com o coletivo jovem local vai liderar o grupo para colaborar com desafios comunitários em direção aos ODS.

Terezinha Macedo – Terezinha representa a sabedoria simples e profunda das pessoas do Tumbira. Ela, juntamente com outros atores locais vão receber os participantes e convidá-los a participar de atividades do dia-a-dia na comunidade.

Newsletter