Comunidades do Rio Cuieiras participam de curso de construção civil ofertado pela Saint Gobain

5 de fevereiro de 2018 - Iniciativa capacitou comunitários em construção sustentável na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Puranga Conquist

 

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e a Saint-Gobain, maior empresa de construção sustentável do mundo, uniram-se para levar educação e informação a 30 chefes de família, com idade entre 18 e 40 anos, moradores do Rio Cuieiras. O programa beneficia moradores de dez comunidades localizadas, a 70 km de Manaus (AM). Com a oferta, os participantes passam a ter a possibilidade de investir em uma nova profissão e de se tornar multiplicadoras de conhecimento em suas regiões.

Elas receberam capacitação em construção sustentável promovido pela FAS com apoio da Saint-Gobain, como uma alternativa para incrementar o sustento de suas famílias. Durante 60 horas, passaram por aulas teóricas e práticas sobre conceitos básicos relacionados a canteiro de obra, concreto, elétrica, pintura, hidráulica e demais instalações físicas.

Na parte prática, os alunos construíram um depósito sustentável de combustível e expandiram o Restaurante Sumimi, liderado por mulheres indígenas e com forte apelo turístico local. Todo o material utilizado foi doado pela Saint-Gobain.

“Ao investir no projeto, estamos contribuindo para o desenvolvimento econômico local, gerando novas possibilidades de renda aos moradores. Além disso, os ribeirinhos aprenderam que é possível construir de forma sustentável. O depósito é prova disso: foi construído com madeira manejada, que possui baixo impacto na biodiversidade”, explica Paulo Perez, diretor de Marketing Habitat da Saint-Gobain, que afirma que a empresa tem interesse na continuidade da iniciativa.

Neurilene Cruz, líder comunitária e uma das donas do Restaurante Sumimi, conta que já buscava expandir o empreendimento, que chega a receber grupos de 80 pessoas de uma só vez. O empecilho maior estava na falta de verba, e principalmente, de mão de obra qualificada. Com a conquista do Prêmio Consulado da Mulher 2016, iniciativa do Instituto Consulado da Mulher, ação social da Consul, que apoia o empreendedorismo feminino e a geração de renda, o dinheiro chegou, mas ainda faltavam profissionais adequados.

“Assim que receberam o certificado, eles já nos ofereceram o serviço e nós topamos na hora. Agora, temos um espaço que comporta até 100 pessoas, antes não cabiam 30 com conforto”, explica Neurilene.

Ela revela ainda que o curso impulsionou o desenvolvimento na região, já que a própria comunidade passou a ter autonomia e conhecimento adequado para fazer as reformas necessárias nas residências locais, como é o caso dela. A Saint-Gobain participou por meio da doação de telhas e placas cimentícias e na condução do treinamento para aplicação desses materiais.

Por oferecer alternativas de sustento, as ações ajudam a combater a exploração desenfreada de recursos naturais, ajudando os moradores a reconhecer que a floresta em pé – e não derrubada – tem mais valor para a própria comunidade. Os projetos da FAS já beneficiaram 40 mil pessoas e ajudaram a proteger quase 11 milhões de hectares da Amazônia.

“A parceria com a Saint-Gobain permitiu a construção de uma infraestrutura comunitária sustentável voltada para a geração de renda, a partir de novos materiais que não eram utilizados pelas comunidades ribeirinhas. O curso traz novas possibilidades para gerar renda, protegendo a floresta, seja na construção de casas, ou de restaurantes e pousadas na região do Rio Negro”, diz Virgilio Viana, superintendente-geral da FAS.

Newsletter