FAS promove diálogo sobre caminhos para a mineração em pequena escala

27 de março de 2018 - O evento buscou promover um debate com atores intersetoriais sobre a mineração em grande e pequena escala (MPE).

 

Por Macarena Mairata

Nesta terça-feira (27), aconteceu o seminário “Produção mineral de pequena escala: experiências internacionais”, evento promovido pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS), membro da rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (SDSN, na sigla em inglês). O evento buscou promover um debate com atores intersetoriais sobre a mineração em grande e pequena escala (MPE).

O renomado pesquisador britânico Steve Bass do Instituto Internacional para o Meio Ambiente e Desenvolvimento (IIED), contou sobre o trabalho desenvolvimento pelo IIED no Gana, localizado na África Ocidental, que resultou em ações de mudanças para a MPE tornando – o formalizado, inclusivo e sustentável.

Steve contou que para lograr esses resultados transformadores, diálogos foram promovidos e que esses diálogos envolveram pesquisas, que incluíram mineradoras e comunidades, mais diálogos no campo e com a política de cada local; foi necessário criar grupos de aprendizado e liderança, além de criar um ‘Mapa do caminho’ para que assim, houvesse uma reforma na MPE.

Para o secretário de Estado Meio Ambiente (SEMA), Marcelo Dutra, diálogos como este são importantes pois apontam caminhos com soluções para temas delicados com a Mineração. “O Amazonas é um Estado que possui conservação e tem muito potencial para se tornar uma referência em desenvolvimento sustentável. É preciso não abrir mão de diálogos como este pois são eles que apontam caminhos com soluções”, afirmou o secretário.

A especialista em comunicação do Instituto Internacional para o Meio Ambiente e Desenvolvimento – IIED, Gabriela Flores, apontou que a mineração ainda é um atividade de homens – ainda que hajam muitas mulheres atuantes na atividade, mas ainda é preciso haver a formalização da MPE, pois só assim, tal atividade poderá ser inclusiva e sustentável.

Durante a passagem do Papa Francisco pela cidade de Puerto Maldonado, na região de Madre de Dios, a especialista também abordou sobre a mineração na região Amazônica durante o evento “La Amazonia Que Queremos”, promovido pela rede SDSN-Amazonia.

Segundo o superintendente geral da FAS, Virgilio Viana, diálogos como este promovem caminhos para solucionar problemáticas de temas complexos que muitos, se esquivam em refletir. “Nós promovemos diálogos como estes que são desafios. Acreditamos que são diálogos como estes, que tem a contribuição de diversos setores, que nos trarão as soluções que apontem para caminhos para tirar da ilegalidade a mineração”.

FAS 10 anos

Levando iniciativas de geração de renda, melhoria de qualidade de vida para cerca de 40 mil ribeirinhos no interior do estado, a FAS celebra 10 anos de atividades no Amazonas promovendo ainda uma semana de ações para discutir sustentabilidade na região, envolvendo parceiros, instituições da sociedade civil e organizações internacionais.

SDSN – Amazonia

A Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável na Amazônia (SDSN, na sigla em inglês) foi lançada em 2012 pelo Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon, com o objetivo de mobilizar diversos atores para apoiar a disseminação e a implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) por meio da integração técnica e política desses atores. No Amazonas, A SDSN-Amazônia é secretariada pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS). Saiba mais: www.sdsn-amazonia.org.

Newsletter