Indian archers win gold and silver in the South American Games in Cochabamba, to Bolivia

5 June 2018 - Young people are part of the Indian Archery Project in Amazonas, Sustainable Amazon Foundation (FAS)

 
Graziela e Gustavo conquistaram duas medalhas de ouro e uma de prata, respectively | Foto Anibal Forte

Os irmãos Graziela e Gustavo Paulino dos Santos, arqueiros indígenas profissionais da etnia Karapanã, conquistaram duas medalhas de ouro e uma de prata no torneio de tiro com arco recurvo dos Jogos Sul-americanos Cochabamba 2018, which ends Friday (8) to Bolivia. Os irmãos integram o Projeto de Arquearia Indígena da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), que busca contribuir diretamente para a promoção da cultura e imagem indígena do Amazonas.

On Tuesday (5), Graziela (Yaci, in Karapãna) fez parte da equipe que conquistou medalha de ouro ao vencer atletas colombianas Ana Maria Rendon Martinez, Valentina Contreras Perez e Maira Alejandra Sepulveda Villa, por um placar de 5 a 3 na categoria recurva feminina. A equipe brasileira é formada por Graziela, Ana Clara Machado e Ana Luiza Caetano.

Yaci também conquistou o título de campeã na categoria recurva aberta individual feminina. A arqueira competiu contra a brasileira Ana Clara Dias de Carvalho, que ficou em segundo lugar e a venezuelana Mayra Alejandra Mendez Fuenmayor, em terceiro. A vitória de Yaci é inédita para brasileiros na categoria tiro com arco em 11 edições do campeonato.

“Fiquei em primeiro lugar nas classificatórias também conquistamos o ouro por equipes. Estou muito feliz por levar essa medalha para o Brasil. Essa conquista vai levantar a minha carreira e dar confiança para as próximas competições internacionais”, disse Graziela, que segue preparação para o mundial de Tokyo 2020.

Na modalidade masculina, a equipe brasileira, representada pelo arqueiro Gustavo Paulino (Ywitu), conquistou a medalha de prata após duelo com os atletas colombianos Andres Manuel Pila Solano, Daniel Felipe Pineda Osorio, Estiven Ramirez Gonzalez, pelo placar de 6 a 2 na final. A Argentina conquistou o bronze ao vencer o Chile por 6 a 0.

“A prata no torneio por equipes representa muito para mim e meus colegas de seleção. É muito satisfatório conquistar uma medalha logo em nossa primeira participação em nosso primeiros Jogos. Não é qualquer um que pode representar o Time Brasil representando o nosso país e isso me dá muito orgulho”, destaca o atleta.

Projeto de Arquearia Indígena no Amazonas*

developed from 2013 by the Amazonas Sustainable Foundation (FAS), the project aims to contribute to the popularization of archery and strengthen the image and self-esteem of indigenous peoples of the Amazon. A ação é uma iniciativa em parceria com o Banco Bradesco, Federation Amazonense Archery (Fatarco) and support of the Confederation of Organizations of the Amazon and Indigenous Peoples (Coipam), the Coordination of the Indigenous Organizations of the Brazilian Amazon (Coiab), and the Government of Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Juventude, Desporto Lazer and do Amazonas (Sejel).

Os atletas contam com o patrocínio das Lojas Bemol, Catch, Val Group, plus support Latam, Bradesco, Accor Hotels Educational Center La Salle College and La Salle, por Meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

 

Newsletter