Projeto de Pesquisa leva sistema solar piloto à comunidade Nova Esperança, no Rio Negro

26 de julho de 2018 - Energia elétrica solar já é uma realidade para alguns moradores da comunidade ribeirinha Nova Esperança, zona rural de Manaus. Estudantes […]

 
Placa solar na comunidade Nova Esperança. Foto: Liane Lima/FAS

Energia elétrica solar já é uma realidade para alguns moradores da comunidade ribeirinha Nova Esperança, zona rural de Manaus. Estudantes do projeto Star-Energy, realizado em parceria pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Universidade Coventry, com o incentivo da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), instalaram em junho, em caráter piloto, um sistema autônomo de eletrificação na comunidade.

Na primeira etapa foi realizada uma análise de dados, gerados a partir de questionários aplicados previamente pelos pesquisadores, que ajudou na seleção da comunidade e das casas participantes. “A ideia dos pesquisadores foi compreender a dinâmica de demanda e consumo das comunidades no interior das áreas protegidas do estado, que não são contempladas por um sistema de abastecimento elétrico, principalmente devido ao caráter de isolamento/distanciamento dos municípios da região” , explica Liane Lima, responsável pelas atividades do projeto junto a FAS.

A instalação das placas contou com apoio direto dos moradores, que receberam ainda junto aos pesquisadores e equipe técnica, orientações sobre os padrões de segurança e consumo consciente de energia solar, bem como uma cartilha informativa sobre as recomendações do uso do sistema.

Moradores recebem instruções sobre consumo consciente de energia. Foto: Liane Lima/FAS

“O projeto busca empoderar os comunitários para a participação coletiva das decisões na comunidade, mostrando que os benefícios de um projeto, mesmo que ainda em fase de experimento, beneficia a comunidade como um todo”, enfatiza senhor José Garrido, morador do Nova Esperança e atual presidente da comunidade.

Outra novidade é que além das placas solares, a comunidade passou a contar com um sistema de medição meteorológica com a finalidade de coletar dados importantes para o monitoramento e avaliação do projeto.

Sobre o projeto

O projeto Star-Energy faz parte da parceria entre Fundo Newton/Conselho Britânico-Schneider Electric e FAS, que teve como objetivo fomentar a colaboração Brasil-Reino Unido, promovendo a troca de conhecimento científico e tradicional. O projeto visa projetar, implementar e monitorar uma solução-piloto de baixa emissão de carbono, de forma a reduzir o impacto ambiental e melhorar os indicadores econômicos e de saúde, para comunidades ribeirinhas no interior do estado, que poderá ser escalonado e replicado para outras localidades da Amazônia.

Sobre os parceiros

Fundo Newton é uma iniciativa do Governo Britânico que visa promover o desenvolvimento social e econômico de 15 países parceiros por meio de pesquisa, ciência e tecnologia. O British Council é a organização internacional sem fins lucrativo do Reino Unido para relações culturais e oportunidades educacionais. Seu trabalho busca estabelecer a troca de experiências e criar laços de confiança por meio do intercâmbio de conhecimento e de ideias entre pessoas ao redor do mundo.

A Schneider Electric é uma empresa que desenvolver tecnologias e soluções conectadas para gerenciar energia e processos de maneira segura, confiável, eficiente e sustentável. O grupo investe em P&D, a fim de sustentar e inovação e a diferenciação, com um forte compromisso com o investimento sustentável.

Veja como foi a ação:

Anexos

CARTILHA STAR ENERGY
» Download do arquivo

Newsletter