Defensora da Amazônia, Miss Brasil 2018 Mayra Dias se torna embaixadora da FAS

15 de setembro de 2018 - Candidata à Miss Universo amazonense contribuirá para divulgar a importância da região e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU

 
A Miss Brasil Mayra Dias, nova embaixadora da FAS, recebe homenagens - Foto Diego Souza

A Miss Brasil 2018 amazonense Mayra Dias decidiu oficializar sua atuação na luta pela conservação da Amazônia e enfrentamento das mudanças climáticas. Na tarde desta sexta-feira (14), a miss esteve na sede da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) em uma cerimônia com o superintendente geral da FAS, Virgilio Viana e demais colaboradores da instituição, e foi condecorada como a nova embaixadora da organização.

A partir de agora, Mayra visitará comunidades no interior do Amazonas, onde conhecerá alguns dos projetos da FAS, que leva ações de empoderamento comunitário para cerca de 40 mil pessoas, em 583 comunidades. A agenda internacional da Miss também contará com participação de eventos voltados os Objetivos do desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, e combate às mudanças climáticas, assuntos que tem ligação direta com a conservação da Amazônia.

Nascida no município de Itacoatiara-AM (164 km de Manaus), Mayra Dias disse que muito antes de participar do concurso de beleza já era envolvida com a Amazônia e que por isso, quer levar como Miss as mensagens urgentes sobre a necessidade de conservação da região.

“Hoje estou como Miss Brasil e tenho ciência da visibilidade que isso me traz, por isso, quero aproveitar e falar para todas as pessoas que vêem e ouvem sobre a importância da Amazônia; fazer com que elas revejam suas atitudes e que percebam o valor que a floresta tem para o mundo. E pra mim é uma honra ser embaixadora de uma instituição como a FAS, que desenvolve um trabalho grandioso de defesa e conservação da região, cuidando das pessoas” afirmou Mayra.

O superintendente geral da FAS, Virgilio Viana, na ocasião enfatizou a importância de ter a Miss Brasil como embaixadora das pautas desenvolvidas pela FAS, uma vez que o momento é importantíssimo para ganhar mais aliados na luta pela preservação de toda a Amazônia.

“Nós entendemos que ter a miss como porta-voz da pauta das mudanças climáticas e dos povos da floresta é valoroso para a Amazônia, tendo em vista a urgência do tema. Precisamos envolver pessoas influentes em prol de uma agenda transformadora, que cuide das pessoas e da floresta”, explicou Virgilio.

 

Newsletter