FAS conquista ‘Prêmio ODS Brasil’ sobre Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

13 de dezembro de 2018 - Fundação foi premiada na categoria Sem Fins Lucrativos. A FAS promove desde 2008 ações de conservação ambiental e melhoria da qualidade de vida de populações ribeirinhas no interior do Estado

 
Prêmio foi entregue em Brasília-DF

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) conquistou o segundo lugar do “Prêmio ODS Brasil” 2018 sobre Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) na categoria Sem Fins Lucrativos durante cerimônia na tarde desta quinta-feira (13) em Brasília (DF). O Prêmio ODS Brasil é promovido pela Secretaria de Governo da Presidência da República e tem a intenção de incentivar e dar visibilidade a ações no território brasileiro que contribuam com os objetivos e metas da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, as ODS.

Representando a FAS na premiação estavam a gerente do Programa Bolsa Floresta (PBF), Valcleia Solidade, e o coordenador regional do programa na área do Juruá, Marcelo Castro. “Receber esse prêmio representa muito para a FAS e mostra que nos enxergam como uma instituição transparente e que reconhecem o nosso esforço em colocar as ODS nas nossas ações. Ganha a FAS e ganha o Amazonas, pois atuamos em áreas do Governo do Estado, e ganham também os ribeirinhos, que estão lá na ponta ajudando a manter a floresta em pé”, comemorou Valcleia Solidade.

A FAS promove há mais de dez anos no Amazonas ações de conservação ambiental, envolvimento sustentável e melhoria da qualidade de vida de populações ribeirinhas no interior do Estado. Na disputa pelo prêmio representando a FAS estava o Bolsa Floresta, uma iniciativa que busca incentivar arranjos produtivos sustentáveis nas comunidades ribeirinhas, promovendo o empreendedorismo de base comunitária, a conservação ambiental e modelos inovadores de desenvolvimento.

“Foram mais de mil projetos inscritos, tanto organizações governamentais e não-governamentais, sem fins lucrativos e com fins lucrativos, e de estudo e pesquisa. Na nossa categoria concorreram 39 práticas e depois foram selecionadas 12. Em primeiro lugar ficou uma organização do Ceará”, explicou Valcleia Solidade. “Receber esse prêmio representa o quanto a gente está integrado com a Agenda 2030. Fechamos o ano assim como uma instituição reconhecida, e vamos continuar atuando”.

Prêmio ODS Brasil

O Prêmio ODS Brasil contribui para a formação de um “banco de práticas” sobre implementação e disseminação da Agenda 2030 no Brasil. A Agenda 2030 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável faz parte de um Protocolo Internacional, assinado por 193 países, na Assembleia Geral das Organizações das Nações Unidas (ONU) em setembro de 2015, onde o governo brasileiro assumiu o compromisso de adotar um modelo de desenvolvimento sustentável, com metas a serem alcançadas até 2030.

Newsletter