FAS tem demonstrações financeiras aprovadas sem ressalvas em 22ª auditoria da PwC

23 de abril de 2019 - Empresa líder mundial em serviços de auditoria e consultoria considerou novamente as demonstrações financeiras da Fundação Amazonas Sustentável como adequadas conforme as práticas contábeis do Brasil

 
FAS está mais uma vez com as contas em dia, segundo PwC | Foto: Felipe Irnaldo

Pelo décimo primeiro ano consecutivo, as demonstrações financeiras da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) foram aprovadas sem ressalvas pela PricewaterhouseCoopers (PwC), empresa líder de serviços de auditorias do mundo. As demonstrações financeiras da FAS para o exercício de 2018, foram consideradas adequadas conforme as práticas contábeis adotadas no Brasil.

A FAS, que desde 2008 promove ações de desenvolvimento sustentável, conservação ambiental e melhoria da qualidade de vida de ribeirinhos e indígenas que vivem em Unidades de Conservação (UC) no Amazonas, passou até agora por 22 auditorias com a PwC. Atualmente, a FAS beneficia através de programas e projetos, 39.420 pessoas com ações sustentáveis em UCs no Amazonas, ajudando a conservar uma área de 10,9 milhões de hectares de floresta.

“Passamos por nossa 11ª auditoria anual, que somada a outras 11 auditorias semestrais, resulta em 22 revisões de auditoria independente de nossas demonstrações financeiras, todas sem ressalvas. Este resultado só é possível graças aos princípios de conduta e ética que adotamos em nossas atividades, somados aos princípios e procedimentos de uma boa gestão administrativa e dos recursos de nossos parceiros, e próprios, aplicados em nossos projetos. E lembro que ao final, os maiores vencedores deste resultado são os beneficiários de nossos programas e projetos, junto com todos nossos parceiros que nos apoiam”, ressaltou o superintendente administrativo-financeiro da FAS, Luiz Villares.

De acordo com os procedimentos internos de prestação de contas da FAS, a administração da instituição prepara as demonstrações financeiras em conjunto com o escritório de contabilidade JBL. Depois, tais demonstrações são submetidas à auditoria da PwC, que após serem aprovadas são analisados pelo Conselho Fiscal e pelo Conselho de Administração da FAS. Por fim, são submetidas ao Ministério Público Estadual (MPE).

A divulgação das demonstrações financeiras é política da FAS, que preza por assegurar a máxima transparência de gestão e de prestação de contas. Atualmente, a Fundação desenvolve projetos em 581 comunidades de 16 Unidades de Conservação (UC) do Estado, levando ações de geração de renda, empoderamento, educação e cidadania para 9.598 famílias.

Newsletter