FAS leva desenvolvimento sustentável e empreendedorismo ribeirinho da Amazônia para Portugal

13 de maio de 2019 - Fundação foi uma das instituições participantes do evento “Sentir Amazônia em Portugal”, organizado com objetivo de promover um intercâmbio de saberes e de projetos desenvolvidos na região

 
Wildney Mourão, ao centro, com participantes do evento | Foto: Divulgação

Levar exemplos de ações de desenvolvimento sustentável, de empreendedorismo ribeirinho, de educação e de conservação ambiental na Amazônia para o outro lado do mundo foi o objetivo da participação da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) no evento “Sentir Amazônia em Portugal”, realizado na cidade de Lisboa, em Portugal, com propósito de promover um intercâmbio de saberes e de projetos desenvolvidos na região para garantir o futuro da floresta.

O evento, organizado pelo Âmbito Cultural e pela Associação Zagaia Amazônia, contou a parceria e participação da FAS. A programação incluiu paineis e debates sobre diversos temas como territórios, conhecimento tradicional, educação ambiental, preservação das florestas, turismo e empreendedorismo ribeirinho, artesanato e design, literatura e música na Amazônia, além de uma exposição fotográfica.

“O objetivo foi conectar as pontas entre Brasil e Portugal e levar um pouco de Amazônia para o evento, falar dos desafios que a gente tem como ONG dentro da região e encontrar apoiadores para projetos, parceiros e também compartilhar um pouco sobre o que a FAS vem organizando ao longo desses anos”, explicou o coordenador de Empreendedorismo e Negócios Sustentáveis da FAS, Wildney Mourão.

As iniciativas apresentadas pela FAS foram o Empreendedorismo Ribeirinho, com ações de empreendorismo em cadeias produtivas de comunidades ribeirinhas na Amazônia; o Repórteres da Floresta, um projeto que leva práticas de educomunicação e oficinas de rádio, vídeo e produção de texto a jovens ribeirinhos; e a Incubadora de Negócios, que incentiva a criação de empreendimentos em tecnologia e inovação gerenciados por comunitários.

“A FAS é grande referência do Brasil em termo de ONG, sobretudo quando se fala em Amazônia. Foi importante estarmos nesse evento para fortalecer a relação com parceiros e demonstrar como a Amazônia lida com o desenvolvimento sustentável, comunidades tradicionais, empreendedorismo ribeirinho, educação de relevância e todo o arcabouço de projetos que a FAS tem em portfólio, e para buscar novos doadores e apoiadores”, completou Wildney Mourão.

Desde 2008, a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) promove ações de desenvolvimento sustentável, conservação ambiental e melhoria de qualidade de vida de populações que vivem em Unidades de Conservação (UC) no Amazonas. Por meio de programas e projetos, a FAS conseguiu reduzir o desmatamento nas áreas de UCs em que atua e também beneficiou 39.948 pessoas em 581 comunidades ribeirinhas.

Newsletter