Políticas públicas para o meio ambiente são discutidas em encontro com líderes ribeirinhos

30 de maio de 2019 - A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) apresentou temas como Cadastro Ambiental Rural (CAR), manejo e concessão florestal nas UCs, e também ministrou uma oficina participativa para criação do Plano Estadual de Recursos Hídricos

 
Líderes ribeirinhos debatem políticas públicas para meio ambiente | Foto: Diego Gonçalves

Políticas públicas estaduais para o meio ambiente foram discutidas com lideranças ribeirinhas de 16 Unidades de Conservação (UC) durante o terceiro dia do XXII Encontro de Lideranças do Programa Bolsa Floresta, promovido pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) em parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema). O evento ocorre até a sexta-feira (31) na sede da FAS, em Manaus.

De acordo com o secretário estadual de Meio Ambiente, Eduardo Taveira, a discussão foi uma oportunidade de ouvir as demandas das comunidades, por meio de suas lideranças. “Não podemos definir políticas públicas sem ouvir quem é diretamente impactado por elas. Nossa equipe pôde escutar cada representante que está presente, saber cada desafio enfrentado por eles, e assim podemos pensar nas melhores estratégias para oferecer um serviço público mais eficiente”, explicou.

Na oportunidade, Taveira destacou também que as UCs estaduais são as áreas que registram o menor índice de desmatamento em todo o estado. “Isso tudo é graças ao trabalho desenvolvido em parceria com os próprios comunitários, por isso eu reforço o trabalho e o desempenho dos Agentes Ambientais Voluntários e de todas as lideranças”, destacou o secretário.

Durante o evento, a equipe da Sema apresentou temas como Cadastro Ambiental Rural (CAR), manejo e concessão florestal nas UCs. Além disso, foi realizada uma oficina participativa para criação do Plano Estadual de Recursos Hídricos, ministrada pelo técnico da Sema, Ayub Borges, colhendo a contribuição dos moradores das UC para a definição da nova política estadual para o tema, ainda em elaboração.

Para Alcione Meireles, líder comunitária na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Mamirauá, a relação entre a secretaria e os comunitários é de extrema importância, pois permite parcerias em prol da conservação ambiental. “A Sema tem envolvido a comunidade, fazendo com que as pessoas conheçam o trabalho que a secretaria executa no interior do estado e o papel que ela tem para a gente. O relacionamento mudou, temos tido mais liberdade e voz ativa, temos uma porta aberta para falar as necessidades da população”, afirmou.

Programação diversa

O objetivo principal do Encontro de Lideranças é avaliar e aprimorar a estratégia e a metodologia de implementação do Programa Bolsa Floresta (PBF), uma iniciativa desenvolvida pela FAS em 16 Unidades de Conservação (UC) que recompensa e melhora a qualidade de vida de populações ribeirinhas que vivem em comunidades do estado e que contribuem para a conservação do meio ambiente. O PBF é mantido com recursos do Fundo Amazônia/BNDES, do Bradesco e da Coca-Cola, e recebe apoio do Governo do Amazonas, por meio da Sema.

O evento segue a programação com debates, palestras e capacitações específicas em diversos temas, como monitoramento ambiental, BR-319, resíduos sólidos, empreendedorismo ribeirinho, violência sexual, manejo florestal, recursos hídricos, microcrédito, bioeconomia, segurança pública e tráfico de drogas. Dentro da programação também acontece o Papo Sustentável, com o tema “Soluções para o acesso à água potável em comunidades ribeirinhas do Amazonas”.

Newsletter