Empreendedores ribeirinhos aprendem novas técnicas de movelaria e artesanato durante laboratório em Carauari

17 de outubro de 2019 - Treinamento foi promovido pela Fundação Amazonas Sustentável com a finalidade de aprimorar o conhecimento tradicional

 
Empreendedores ribeirinhos da região do Juruá aprenderam novas técnicas de movelaria Foto: Roberto Araújo/FAS

Com o objetivo de promover a qualificação em movelaria e artesanato para empreendedores ribeirinhos da região do Juruá, no interior do Amazonas, a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), em parceria com a Sitawi, realizou o Laboratório Criativo de Mobiliários da Floresta, uma atividade que aconteceu na comunidade São Raimundo, na Reserva Extrativista do Médio Juruá, no município de Carauari, a cerca de 782 quilômetros de Manaus.

“Essa é uma formação inédita que está acontecendo aqui na região porque traz novos conhecimentos, técnicas de produção e desenvolvimento de produtos inovadores que irão auxiliar no desafio que é empreender na Amazônia” afirmou Wildney Mourão, coordenador de Empreendedorismo da FAS. Para facilitar a formação, o laboratório contou com a participação da designer de produtos Iuçana Mouco e do líder de marcenaria Edvaldo Almeida, ambos com experiência em criação e desenvolvimento de mobiliários de grande porte e artesanato em madeira.

Ao todo, 13 empreendedores da região participaram da atividade e receberam treinamento que envolvia noções de design como criação e desenvolvimento de mobiliário, ergonomia para mobiliário e leitura de desenho técnico. A capacitação também abordou temas voltados para a área de marcenaria como segurança e organização do espaço da oficina, uso e manutenção de ferramentas e maquinário e uso da madeira, técnicas de marchetaria com foco em secagem, usinagem e acabamento.

Durante o treinamento, produtos como mesas de centro e armários foram elaboradores pelos participantes. Além disso, os empreendedores também aprenderam a usar novas ferramentas e maquinários para tornar o processo produtivo mais inovador. “Antes eu usava a faca para fazer acabamento e agora eu aprendi a usar a tupia, que diminuiu para dez minutos o trabalho que eu levava mais de uma hora para fazer, disse Fabrício de Souza, empreendedor da comunidade Morada Nova.

Os próximos passos do projeto consistem em ações de acesso ao mercado e comercialização dos produtos desenvolvidos durante e após o Laboratório, continuação de mentoria e coaching para os empreendedores e monitoramento dos indicadores de desempenho e resultados.

O Laboratório Criativo de Mobiliários da Floresta é uma ação do projeto de Empreendedorismo do Programa Território Médio Juruá. O programa é financiado pela USAID, Natura e Coca-Cola Brasil, coordenado pela Sitawi e realizado em parceria com associações locais de Carauari, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Fundação Amazonas Sustentável (FAS).

Sobre a FAS

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) é uma organização brasileira sem fins lucrativos, sem vínculos político-partidários, que tem por missão contribuir para a conservação ambiental da Amazônia por meio da valorização da floresta em pé, da biodiversidade e da melhoria de qualidade de vida dos povos da floresta. Seus programas beneficiam cerca de 40 mil pessoas em 16 Unidades de Conservação (UC) do Estado, com iniciativas de geração de renda, empoderamento comunitário, melhoria social e desenvolvimento sustentável.