Subprograma de Empoderamento

 
Bolsa Floresta beneficia cerca de 40 mil pessoas em todo o Amazonas (Tomás Viana)

O Subprograma de Empoderamento tem por objetivo fortalecer as organizações sociais de base comunitária, estimulando a consolidação das atuais lideranças e a formação de futuras lideranças ribeirinhas em Unidades de Conservação (UC). A iniciativa conta com apoio do Fundo Amazônia, Banco Bradesco, e Governo do Amazonas, e tem parceria formal com 14 associações-mãe participantes do Bolsa Floresta.

A partir dessas parcerias com as associações-mãe, que representam democraticamente as UCs na estratégia do Programa, são efetuados investimentos para capacitação de diretorias, fortalecimento institucional e apoio à infraestrutura (sedes, computadores, botes para transporte etc), além de apoio operacional (gasolina, alimentação etc).Anualmente, as associações-mãe são reunidas para discussão das prioridades de investimentos e estabelecimento de um planejamento conjunto com a FAS. Em 2017, foram 157 ações exclusivas de apoio às 14 associações-mãe apoiadas pela FAS, que incluíram oficinas de formação, encontros de lideranças ribeirinhas, apoio às assembleias e reuniões de diretoria, palestras e seminários.

Essas ações possibilitaram às lideranças o acesso a conhecimentos, meios, recursos e metodologias direcionadas ao aumento do empoderamento nas reivindicações dos direitos de cidadania e de serviços públicos de qualidade. Antes da implementação do Bolsa Floresta, apenas oito associações-mãe eram formalmente constituídas nas 16 UC participantes do programa, e quase todas tinham várias pendências e restrições. Em 2017, 14 associações se encontravam devidamente formalizadas, com livro caixa e contabilidade em dia, além de eleições regulares para sucessão de seus gestores, conforme seus estatutos.

Também foram dedicados esforços para articulações políticas em níveis municipal e regional, além da intermediação com o Departamento de Mudanças Climáticas e Unidades de Conservação (Demuc) para mobilização e discussões que resultarão na criação das associações-mãe da APA do Rio Negro e RDS Puranga Conquista, completando as 16 unidades de conservação apoiadas pela FAS.

Newsletter