Monitoramento Ambiental

 

Desde 2013 a FAS implementa o Programa de Monitoramento Participativo das Unidades de Conservação do Programa Bolsa Floresta (PPDUC), dividido em dois eixos: monitoramento do desmatamento e degradação (focos de calor), utilizando dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e o monitoramento participativo com atividades de sensibilização e treinamentos de comunitários para verificação de imagens de satélite.

As análises das imagens fornecidas pelo Inpe permitem entender a dinâmica do uso do solo e definir estratégias de desenvolvimento territorial. O envolvimento das comunidades e demais atores locais permite não só a sensibilização, mas também a identificação das pressões e riscos no nível de comunidade. Para isso, em 2013, a FAS desenvolveu o uso de celulares e o aplicativo gratuito Open Data Kit (ODK) que permitem tirar fotos, gravar pontos geográficos e fazer anotações em áreas previamente selecionadas baseadas na análise de imagens de satélite.

Em 2017, a Fundação realizou oficinas de monitoramento ambiental em 12 Unidades de Conservação (UC) atendidas pela FAS, envolvendo 1.211 participantes. Também foi realizado o mapeamento de roçados na Regional Madeira, além da participação do Grupo de Trabalho sobre queimadas, na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

A equipe do Programa Bolsa Floresta participou de oficinas para utilização de GPS e Trackmaker, para aplicar em atividades de campo e a FAS ain¬da realizou um Papo Sustentável sobre desma-tamento e degradação florestal em Unidades de Conservação, envolvendo Sema, Instituto Nacio¬nal de Pesquisas da Espaciais (INPE).

Newsletter