Infraestrutura Comunitária : FAS Amazonas

Espaços e serviços comunitários

Desde 2009 a FAS realiza ações de apoio à infraestrutura comunitária que buscam auxiliar o desenvolvimento de educação, saúde, saneamento, comunicação e transporte nas comunidades ribeirinhas.

As ações são realizadas a partir das demandas das próprias comunidades, definidas em oficinas participativas, com patrocínio do Instituto TIM e EMS, P&G, além do apoio do Banco Bradesco, Coca-Cola Brasil e Instituto Coca-Cola, Fundação Avina e WTT Brasil, por meio do Programa Água + Acesso.

Os projetos são implementados tanto de forma direta, quanto por meio de diversas parcerias, principalmente com as prefeituras dos municípios de Carauari, Eirunepé, Fonte Boa, Iranduba, Jutaí, Maraã, Novo Aripuanã, Beruri e Uarini, além do Governo do Amazonas.

Nesse período, a FAS entregou 91 ambulanchas para resgates médicos em Unidades de Conservação (UC), e instalou 160 rádios VHF para facilitar a comunicação nessas áreas isoladas. Os equipamentos possibilitam a diminuição do tempo entre os atendimentos, e ganhos sociais com economia e deslocamentos entre comunidades.

Comunicação e transporte de emergência

Um dos grandes desafios para melhorar a qualidade de vida das comunidades ribeirinhas do interior do Amazonas é o isolamento, que prejudica a comunicação e compromete o atendimento de saúde. Para enfrentar esses problemas, a FAS liderou desde 2009 a instalação de 160 aparelhos de rádios VHF em Unidades de Conservação (UC), que dão suporte no contato entre as comunidades distantes e/ou isoladas, diminuindo o tempo de atendimento em emergências médicas e também facilitando a mobilização comunitária.

Além disso, também foram entregues 91 ambulanchas – embarcações rápidas e adaptadas com macas e rádios, localizadas nas UC, que facilitam o trânsito de pacientes em emergências de saúde, e vem acompanhando a gestão dos investimentos e atendimentos realizados.

 

Acesso à água:sachês purificadores P&G

Desde 2015, uma parceria com a Procter & Gamble (P&G) vem melhorando a qualidade da água de famílias de comunidades remotas no Amazonas. Os sachês purificadores de água (P&G Sachet), tecnologia de baixo custo, são distribuídos em algumas comunidades convertendo água contaminada em água potável, sem sólidos em suspensão ou impurezas.

Cada sachê de quatro gramas purifica 10 litros de água. O produto atende às normas da Organização Mundial de Saúde (OMS) e já foi distribuído em mais de 75 países.

Em 2018 foram distribuídos 122.400 mil sachês nas RDS Piagaçu-Purus, Madeira, Mamirauá e Cujubim. Esta é uma ação integrada aos projetos de adaptação às mudanças climáticas em implementação pela FAS.

Aliança Água+Acesso

Em 2018, por meio do Aliança Água+Acesso, uma parceria da FAS com o Instituto Coca- Cola Brasil, Fundação Avina e WTT Brasil, levou para comunidades ribeirinhas um modelo de sistema de abastecimento de água movido a energia solar. A primeira comunidade a receber o investimento foi a Santa Rita, localizada na RDS Piagaçu-Purus, em Beruri, beneficiando 114 pessoas. Ainda na mesma Reserva, a comunidade São Lázaro também recebeu o investimento.

Na RDS do Rio Negro também ocorreu a instalação do sistema de água com rede de distribuição e tratamento movidos a energia solar que contemplou 115 pessoas da comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Além disso, as comunidades Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora de Nazaré e Santa Sofia, localizadas na Reserva Extrativista (Resex) Catuá Ipixuna, receberam o mesmo sistema. O número de beneficiados nestas localidades chega a 127.