Congresso da Juventude da Floresta reuniu 300 jovens ribeirinhos : FAS Amazonas
17/03/2020
Outros

Congresso da Juventude da Floresta reuniu 300 jovens ribeirinhos


O evento promovido pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) aconteceu na RDS Uacari, na zona rural do município de Carauari, à 788 kms de Manaus para discutir políticas públicas na Amazônia.

A primeira edição do Congresso da Juventude da Floresta realizada nos dias 13, 14 e 15 de março, marcou o início de uma história inédita para os povos tradicionais da Floresta. Foram três dias de imersão no Núcleo de Conservação e Apoio ao Empreendedorismo Sustentável (NCAES) Pe.João Derickx, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Uacari, médio Juruá.

O objetivo do evento, idealizado pelo Programa de Desenvolvimento Integral de Crianças e Adolescentes Ribeirinhas na Amazônia (Dicara), foi reunir os jovens para debater problemáticas atuais envolvendo mudanças do clima,  envolvimento sustentável, economia da floresta e políticas públicas para a juventude ribeirinha. A programação contou com mesas de discussões com especialistas, com a apresentação dos jovens de cada município participante sobre sua realidade local, roda de conversa com lideranças veteranas, debate sobre políticas sociais e dinâmicas estilo carrossel com temáticas fixas. 

Os assuntos trabalhados em grupos foram: educação diferenciada; economia da floresta e empreendedorismo; infraestrutura comunitária; empoderamento social; cidadania; esporte cultura e lazer; segurança pública e saúde. Nos grupos os jovens sugeriram soluções e alternativas que contribuem com a melhoria da qualidade de vida das comunidades ribeirinhas. As trocas de experiências entre as comunidades foi um fator chave para a criação da proposta final, já que a maioria vive em lugares remotos com realidades diferentes.

Jaíze, por exemplo, viajou cerca de 121 horas de barco para chegar ao congresso. Foi uma longa viagem em uma pequena embarcação que saiu da comunidade do Gregório subindo o rio Juruá. 

“Pra mim é um privilégio estar aqui representando a minha comunidade, a minha vontade é voltar e montar um grupo de jovens para repassar tudo o que aprendi aqui, pois quero uma reserva melhor pra mim, meus colegas e minha família.” explicou Jaíze, moradora da comunidade do extremo, resex do rio Gregório.

Ao final do evento os jovens apresentaram em plenária as propostas sugeridas pelos grupos. Um manifesto foi criado para ser enviado em anexo ao documento oficial que será entregue para todas as prefeituras dos municípios envolvidos e o governo do Estado.

No total foram 451 participantes, entre jovens ribeirinhos, lideranças comunitárias e 26 instituições parceiras da FAS envolvendo organizações públicas, municipais, governamentais, associações e centro de pesquisas. Estiveram presentes ainda representantes dos municípios de Eirunepé, Carauari, Uarini, Tefé, Novo Aripuanã, Itapiranga, Maraã Jutaí. E pessoas de outros  estados como do Rio de Janeiro, São Paulo, Alagoas e Pará. 

O Congresso da Juventude da Floresta foi realizado através de parcerias com instituições que assim como nós acreditam que o caminho seja cuidar das pessoas que cuidam da floresta. Alguns deles são: Lojas Americanas, Unilever, Vivara, EMS, Raízen, Ball, BIC, Yamaha e EMS.