Estudantes visitam comunidade ribeirinha para propôr soluções em tecnologias socioambientais : FAS Amazonas
13/03/2020
Outros

Estudantes visitam comunidade ribeirinha para propôr soluções em tecnologias socioambientais


Desenvolver soluções na área da Educação para escolas dos Núcleos de Conservação e Sustentabilidade (NCS) da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), utilizando como aliada tecnologias socioambientais, levou estudantes do projeto ‘Latin America Practices and Soft Skills for an Innovation Oriented Network (Lapassion)’, nos dias 06 e 07 de março, a conhecer o núcleo Agnello Bittencourt, localizado na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Negro, comunidade Tumbira.

No total, 28 alunos de institutos e universidades da América do Sul e Europa integram o projeto, entre elas: o Instituto Politécnico do Porto – IPP (Portugal); a Universidade de Ciências Aplicadas de Tampere (Finlândia); a Pontifícia Universidade Católica do Chile (PUC); além dos institutos federais brasileiros: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM); Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA); Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG); Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFsul). 

O projeto iniciado em 2018 por instituições nacionais, latino-americanas e europeias em parceria com o IFAM, proporciona o intercâmbio de alunos de ensino superior, orientados por professores e parceiros externos para atuarem em projetos com a metodologia Design Thinking.  Formado por cinco grupos de trabalho com alunos de cursos e países diferentes, os estudantes trabalham durante dez semanas para apresentar uma solução a um desafio proposto por um parceiro externo como a Transire Eletrônicos, Samsung, Caloi, Secretaria de Estado Do Meio Ambiente – (SEMA) e Fundação Amazonas Sustentável (FAS).

A FAS, parceira da iniciativa, propôs o seguinte desafio: desenvolver soluções na área da Educação para as escolas dos NCS’s utilizando como aliada tecnologias socioambientais. 

Segundo a supervisora da agenda de pesquisa científica da FAS, Liane Lima, os indicadores nacionais de rendimento em educação nas comunidades remotas do Amazonas estão atrelados a falta de métodos e ferramentas que dialoguem com essa realidade, o que é possível ser mudado por meio de tecnologias e parcerias fortes.

“Os núcleos da FAS executam uma importante tarefa na promoção de educação nessas áreas, pois eles servem de apoio ao poder público, levando soluções em educação adaptada às realidades desses locais. Com o desenvolvimento de app e/ou ferramentas, estes irão auxiliar os professores e educadores na inserção de temas regionais em sala de aula, destacando elementos e valores da cultura local, assim como soluções para o desenvolvimento sustentável”, explicou Liane Lima.

Os próximos passos do desafio proposto aos alunos, será o desenvolvimento da ferramenta com a validação da FAS de cada processo durante o período de construção de soluções até o evento de encerramento, onde os alunos irão apresentar as soluções finais.

Sobre o projeto Lapassion 

O Projeto ‘Latin America Practices and Soft Skills for an Innovation Oriented Network – Lapassion’, proporciona o intercâmbio de alunos de ensino superior, orientados por professores e parceiros externos, para atuarem em projetos com a metodologia Design Thinking. O projeto já teve versões no Chile, Uruguai e Brasil (Maranhão e Minas Gerais) e em 2020 terá o LAPASSION Manaus, no período de 02 de março a 08 de maio de 2020, com o tema “Tecnologias socioambientais para a sustentabilidade da Amazônia”.